Portugal

Ribeiro e Castro vota contra alterações ao Código do Trabalho

O deputado democrata-cristão Ribeiro e Castro votou contra as alterações ao Código do Trabalho, uma decisão que não caiu bem na direção da bancada parlamentar do CDS.

O deputado Ribeiro e Castro votou contra as alterações ao Código do Trabalho, essencialmente por não aceitar a eliminação do feriado do 1 de Dezembro.

Depois do seu voto, este ex-líder do CDS-PP deu conta da sua «discordância fundamental e intransponível» relativamente a esta questão por causa deste feriado, que entende ser «o mais alto, o mais importante e o mais nacional dos feriados nacionais».

«É o único feriado que celebra o valor da nossa independência nacional e portanto o meu voto é também um voto contra a indiferença», explicou Ribeiro e Castro.

Este deputado do CDS adiantou ainda que não se «conforma nem com a eliminação do feriado nem com a indiferença política com que essa questão é tratada, uma vez que é uma questão do mais alto simbolismo».

Na reação a este voto, o líder da bancada parlamentar do CDS recordou o exemplo recente do deputado José Manuel Rodrigues que abandonou a direção desta bancada quando entrou em desacordo com o partido.

«Não sei o que pretende fazer. Sei isso sim que outro deputado, que é alguém que deve constituir um bom exemplo, retirou consequências políticas disso», afirmou Nuno Magalhães.

  COMENTÁRIOS