PS

Seguro propõe que cada eleitor escolha o seu candidato a deputado

Em Coimbra, António José Seguro explicou que desta forma os deputados poderão «assumir responsabilidades perante os eleitores».

O líder do PS garantiu que vai apresentar no Parlamento um projeto-lei de alteração à lei eleitoral para que cada português possa escolher o seu candidato a deputado.

Em Coimbra, onde recebeu o apoio de nove autarcas socialistas desta região na luta interna contra António Costa, António José Seguro explicou que desta forma os deputados poderão «assumir responsabilidades perante os eleitores».

Sem se referir à polémica proposta de diminuição do número de deputados, Seguro propôs ainda um reforço das incompatibilidades e uma maior separação entre a política e os negócios.

«Entregaremos na Assembleia da República uma alteração à lei das incompatibilidades de modo a que todos os portugueses saibam quais são os interesses das deputadas e dos deputados na Assembleia da República», frisou.

Seguro quer ainda o reforço na aposta na industrialização digital e voltou a prometer que não aumenta impostos se for eleito primeiro-ministro.

No que toca à questão interna, o secretário-geral da UGT entende que existiu um «ataque às bases democráticas do partido e à democracia de base e aqueles que votaram no António José Seguro».

«A democracia combate-se, não se rouba. Temos um partido com uma responsabilidade histórica em Portugal. Tem uma dignidade democrática», acrescentou Carlos Silva.

  COMENTÁRIOS