PS

Seguro tem de unir o partido até 10 de fevereiro, diz António Costa

António Costa já definiu um prazo para que António José Seguro clarifique se é ou não capaz de unir o PS.

No programa Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o autarca de Lisboa afirmou de forma clara que Seguro tem 10 dias para acertar com ele um caminho comum para o PS.

«Há calendários que estão, neste momento, a correr. Há uma comissão nacional do PS a 10 de fevereiro. Até lá, tem de haver clarificações da possibilidade ou impossibilidade de um entendimento comum», disse.

António Costa revelou ainda que se esse entendimento não acontecer, cada um seguirá o seu caminho com listas separadas ao congresso.

«A unidade desejada pelos militantes não é algo que se decrete. Se essa orientação estratégica for comum, não há razão para construir divisões de listas. Se não há, é natural que se exprima na sua pluralidade. Aquilo que resultou da comissão política foi um empenho de todos para procurar construir essa unidade», sublinhou.

Ainda sobre o que se passou na noite de terça-feira, na reunião da comissão política, António Costa confessou que não gostou de ouvir as acusações que lhe foram feitas por elementos da atual direção.

  COMENTÁRIOS