Metropolitano

Transportes: Ministro diz que tudo o que existe «são propostas»

O ministro da Economia diz que nada está ainda decidido quanto à revisão das redes de transportes públicos das áreas metropolitanas do Porto e Lisboa, afirmando que «o que existe são propostas».

«São propostas, não são decisões do Governo», afirmou Álvaro Santos Pereira hoje de manhã, no final de uma reunião com os autarcas da Junta Metropolitana do Porto (JMP).

Segundo o governante, após o relatório (do grupo de trabalho responsável pela revisão das redes de transportes públicos) estar concluído, o Governo irá ouvir as autarquias, as juntas metropolitanas e depois, então, decidir.

Álvaro Santos Pereira salientou também que o Governo tomará em linha de conta as necessidades das populações, afirmando que «se não faz sentido fechar o metro às 23:00, ele não fechará» a essa hora.

Por outro lado, o ministro disse que o Governo pretende «minorar ao máximo» os sacrifícios que são pedidos às pessoas neste momento de crise.

Contudo, adiantou que o objetivo é tornar as empresas dos transportes públicos viáveis e que tal poderá implicar novas mexidas nos tarifários.

«Não é possível continuar no caminho da irresponsabilidade. Muitas vezes, a dívida (das empresas de transportes públicos) foi-se acumulando até chegar à situação em que temos uma dívida que é de cerca de 10 por cento do PIB».

  COMENTÁRIOS