TSF

  • Menu
  • Em Directo
segurança

Ministério vai abrir concurso para admissão de formação na PSP e GNR

No Parlamento, Miguel Macedo também adiantou que quase 10 mil elementos da PSP e GNR verão resolvido o problema da injustiça remuneratória nas forças de segurança.

PUB

O ministro da Administração Interna confirmou a abertura de um concurso para a admissão de formação de 800 guardas da GNR e 300 agentes da PSP em 2012.

«Temos previsto no Orçamento no próximo ano no conjunto das duas forças abrirmos concurso para a admissão de formação de 1100 guardas e agentes da PSP e GNR», explicou Miguel Macedo.

O ministro acrescentou ainda que «pode ser que ainda seja possível que a formação esteja competa até ao fim do ano de 2012», mas se assim não acontecer, «ocorrerá nos primeiros meses de 2013».

«Queria sublinhar neste particular que, mesmo num ano de enormes constrangimentos orçamentais, vai ser possível assegurar que, no conjunto das duas forças, sejam admitidos para formação 1100 novos elementos», adiantou.

No Parlamento, o governante assegurou ainda que o policiamento será reforçado em Setúbal e no Algarve e reconheceu que ainda não será em 2012 que ficará totalmente resolvido o problema da injustiça remuneratória nas forças de segurança.

«Estamos a falar em 9456 elementos que terão a sua situação remuneratíoria corrigida neste critério, que é um critério de justiça e de garantir hierarquia também do ponto de vista remuneratório dentro das forças de segurança», acrescentou.

Segundo Miguel Macedo, isto «significa um esforço para o Ministério da Administração Interna que totaliza 6715083,19 euros».

Este ministro confirmou também a existência de uma verba de 29 milhões de euros para melhorar a falta de condições de trabalho em muitas esquadras.

  COMENTÁRIOS