pirataria informática

Os telemóveis ou as impressoras podem fazer um "exército do mal"? Parece que sim

Twitter, Spotify, Amazon ou Netflix foram alvo de um ataque informático, considerado o mais grave da década. Para o realizar os hackers recorreram a utensílios bastante comuns como... Telemóveis.

A novidade está na utilização de dispositivos que nos acompanham todos os dias, como telemóveis ou tablets. José Tribolet, professor catedrático no departamento de Engenharia Informática no Instituto Superior Técnico explica que o ataque informático mais grave da ultima década, que aconteceu nas últimas horas, difere de outros pelo meio e pela dimensão.

Os servidores de grandes empresas norte americanas da internet como Twitter, Spotify, Amazon, Netflix mas também o diário The New York Times, foram atacados nas ultimas horas, afetando mais de mil milhões de clientes em todo o mundo.

A origem dos ataques informáticos é ainda desconhecida, está a ser investigada pelo FBI e pela Agência de Segurança Nacional como um ato criminoso.

José Tribolet salienta que os nossos telemóveis, computadores, impressoras e câmaras estão transformados numa espécie de "exército malévolo", expondo os dois lados da moeda na utilização da tecnologia.

A propósito deste ataque, o professor catedrático confessa muita preocupação pelo facto de em Portugal os responsáveis não estar sensíveis ao problema que, diz, vai acontecer, sem lugar a hipóteses: "não há 'se', isto vai acontecer".

  COMENTÁRIOS