Santiago do Cacém

Mais de cem alunos ainda sem aulas

Sete escolas do ensino básico estão fechadas devido à falta de funcionários.

Cerca de 120 alunos do agrupamento de escolas de Santiago do Cacém estão em casa, sem aulas, porque sete escolas do ensino básico não puderam abrir portas devido à falta de funcionários.

Manuel Mourão, diretor do agrupamento de escolas de Santiago do Cacém, diz que apesar de serem escolas pequenas não há alternativa para estes alunos enquanto não contratarem novos assistentes.

O diretor explica que a contratação de novos funcionários tarefeiros está pendente de uma autorização por parte do Ministério da Educação e lamenta que haja alunos prejudicados pela falta de funcionários. Manuel Mourão pede ao Ministério que resolva a situação rapidamente.

  COMENTÁRIOS