Fundação Francisco Manuel dos Santos

Portugal é dos países europeus com mais chumbos nas escolas

Portugal é também o país onde as retenções acontecem de forma mais precoce. As conclusões constam de um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Só 14 por cento dos alunos que chumbam num ano letivo tem sucesso escolar no ano seguinte. Um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, e que vai ser discutido na próxima segunda-feira, no Conselho Nacional de Educação, demonstra que o chumbo leva a um ciclo vicioso de insucesso escolar.

Mónica Vieira, coordenadora de conteúdos da Fundação Francisco Manuel dos Santos destaca a relação do chumbo com a ausência de aprendizagem dos alunos com dificuldades.

Esta questão vai ser debatida no segundo fórum AQeduto: avaliação, equidade e qualidade em educação, que é um projeto desenvolvido pelo Conselho Nacional de Educação e pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Um estudo que descobriu como está o insucesso escolar em Portugal face ao resto da Europa e no qual ficamos a saber que somos dos países europeus com mais chumbos e onde as retenções acontecem mais cedo.

Mónica Vieira, coordenadora de conteúdos da Fundação Francisco Manuel dos Santos revela, ainda, que a fundação está a fazer um trabalho sobre a relação dos exames com o insucesso escolar. Um trabalho para apresentar daqui a nove meses. Para já vai ser discutido o insucesso escolar.

A convidada da segunda conferência AQeduto é Anabela Grácio, conselheira do Conselho Nacional de Educação e relatora da última recomendação emitida no CNE sobre a Retenção Escolar nos Ensinos Básico e Secundário.

  COMENTÁRIOS