Sociedade

Cova da Moura: ferimentos tratados como "queda acidental"

O Diário de Notícias revela que o INEM registou como uma "queda acidental" os ferimentos a que os jovens foram tratados.

O DN fundamenta a notícia nos formulários de entrada na urgência, que diz fazerem parte do processo de investigação judicial.

De acordo com esses documentos, "queda acidental" foi a explicação dada pelo INEM, quando acompanharam os jovens agredidos ao hospital. Entre eles, estava um que terá sido atingido com uma bala de borracha.

O DN explica que os profissionais da emergência médica chegaram a essa conclusão depois de falarem com os polícias, na esquadra da PSP de Alfragide.

Contactado pelo diário de notícias, o INEM diz que mantém toda a confiança no serviço prestado pelos técnicos do instituto. Mas admite que, se surgirem indícios fortes de prática de infração disciplinar, o INEM pode abrir processos de inquérito. Não esclarece, ainda assim, se é o que vai acontecer neste caso da Cova da Moura.

  COMENTÁRIOS