Meteorologia

Incêndios: cumulonimbus e trovoadas secas devem repetir-se domingo à tarde

IPMA prevê regresso de nuvens com grande altura (cumulonimbus) ao final da tarde que podem causar novas trovoadas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA, antigo Instituto de Meteorologia) está a tentar perceber o que se passou ao certo com o tempo este sábado e que segundo as autoridades de proteção civil originou o incêndio com dezenas de mortos em Pedrógão Grande, na região Centro.

A indicação desse estudo foi avançada à TSF pela meteorologista Maria João Frada que explica que até agora o IPMA não confirmou a existência das trovoadas secas que terão estado na origem das chamas.

A especialista explica que mais uma vez se prevê para o final da tarde a existência dos chamados cumulonimbus, um tipo de nuvem caracterizado por um grande desenvolvimento vertical e que podem ter 15 quilómetros de altura.

São estas nuvens que estão muito associadas a condições climatéricas extremas e originam aguaceiros e trovoadas secas ou molhadas.

Maria João Frada adianta que podem ter sido estes cumulonimbus a dar origem às trovoadas de Pedrógão Grande, mas ainda não há certezas.

  COMENTÁRIOS