Incêndios

Dois homens detidos por fogo posto em Braga e Vila Real

Um dos homens, de 44 anos, terá ateado fogo em Cabeceiras de Basto por "sentimentos de vingança". Outro detido, de 25 anos, está "fortemente indiciado" por fogo posto na freguesia de Mondrões.

A Policia Judiciaria (PJ) deteve um homem de 44 anos pela "prática do crime de incêndio florestal" e um outro de 25 anos por estar "fortemente indiciado" pela prática do mesmo crime.

Segundo a PJ, o homem de 44 anos, "reformado e residente no local onde ocorreu o incêndio", foi detido pelo Departamento de Investigação Criminal de Braga após ter ateado um fogo em Cabeceiras de Basto.

O incêndio - que acabou por consumir uma "pequena área" - terá sido motivado por "sentimentos de vingança e em eventual estado de embriaguez".

Quanto ao homem de 25 anos, desempregado, foi detido pelo Departamento de Investigação Criminal de Vila Real e é suspeito de ter ateado fogo na freguesia de Mondrões, no dia 13 de agosto. O incêndio consumiu uma "área de mancha florestal constituída maioritariamente por mato".

Os detidos vão ser presentes a interrogatório judicial para a aplicação das medidas de coação "tidas por adequadas".

Segundo a Policia Judiciária, desde o início do ano, 70 pessoas foram detidas e identificadas pela autoria do crime de incêndio florestal.

  COMENTÁRIOS