Forças Armadas

Militar português morre em missão no Mali

O militar perdeu a vida na sequência de um ataque terrorista, que aconteceu este domingo perto de Bamako.

Um militar português ao serviço do contingente nacional na Missão de Treino da União Europeia no Mali, morreu na sequência de um ataque terrorista ocorrido domingo, nas imediações de Bamako, anunciou esta segunda-feira o Estado-Maior General das Forças Armadas e o Exército.

O Sargento-Ajudante Gil Fernando Paiva Benido faleceu "devido a confrontos ocorridos na sequência de um ataque de elementos rebeldes que provocou outras baixas entre elementos de outros contingentes", refere o Exército em comunicado. Tinha 40 anos, era natural de Valongo e prestava serviço no Comando de Pessoal no Porto.

Um segundo militar português ficou ferido durante os confrontos mas já se encontra recuperado.

No local do ataque - o complexo turístico do Hotel Le Campement Kangaba - encontravam-se vários militares da Força Internacional de diversos países, entre os quais os dois portugueses.

A família do militar em causa já está informada do incidente, estando em curso o apoio psicológico à mesma, adianta o Estado-Maior-General das Forças Armadas

Pelo menos três pessoas morreram no ataque contra um complexo turístico frequentado por ocidentais nos arredores de Bamako. As forças malianas cercaram a zona onde se situa o complexo, numa localidade rural a leste da capital.

Mais se informa que já foi mandado instaurar um inquérito, no sentido de esclarecer as circunstâncias que envolveram o ataque terrorista em Bamako.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

  COMENTÁRIOS