Papa Francisco

Peregrinos de Fátima: Cuidado com os enfartes

Sociedade Portuguesa de Cardiologia aconselha que peregrinos acima dos 50 anos falem com o médico de família antes de começarem a caminhar.

Os peregrinos a caminho de Fátima vão ser alvo de uma campanha para que saibam o que fazer em caso de enfarte.

A campanha "O Enfarte não pode esperar. 112 uma linha que nos liga à vida" vai estar presente em 43 postos de assistência aos peregrinos ao longo dos caminhos de Fátima.

Os folhetos informativos serão distribuídos por voluntários da Cruz Vermelha Portuguesa e a ideia é aproveitar a presença de pessoas de várias idades nas estradas a caminho do santuário para os sensibilizar.

O principal conselho é que em caso de suspeita de enfarte não se deve perder tempo e ligar de imediato para o 112, "a forma mais rápida e segura de chegar ao hospital certo, na hora certa".

Para quem vai a pé até Fátima, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia aconselha, sobretudo a quem tem mais de 50 anos, que procure o médico de família para saber se tem algum problema de saúde que coloque em risco o sucesso da caminhada.

João Morais sublinha, contudo, que para um peregrino, face ao histórico de outros anos, é maior o risco de atropelamento do que de ter um enfarte.

  COMENTÁRIOS