União Europeia

Voluntariado vai ter um "Erasmus". Conheça quem pode concorrer

União Europeia apresenta esta quarta-feira um programa para voluntários, muito parecido com o conhecido Erasmus que há décadas tem levado milhares de estudantes a toda a Europa.

Chama-se "Corpo Europeu de Solidariedade" e nasce de uma proposta do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que em setembro, no discurso do Estado da União, disse que "existem muitos jovens na Europa, com consciência social, dispostos a dar um contributo significativo à sociedade e a mostrar a sua solidariedade".

A ideia da Comissão Europeia é dar meios aos jovens europeus com idades entre os 18 e 30 anos para concretizarem esses projetos com bolsas e apoios financeiros que paguem as viagens e as estadias.

As candidaturas abrem esta quarta-feira e a meta é levar 100 mil jovens, até 2020, a estarem 2 a 12 meses algures na Europa num programa de voluntariado que, como explica o chefe da representação da Comissão Europeia em Portugal, tanto pode ser num dos países mais pobres da União como num dos mais ricos.

Este Corpo Europeu de Solidariedade vai atuar de várias formas e não se destina, apenas, a licenciados.

A ideia é responder às necessidades de comunidades vulneráveis, de organizações nacionais, regionais e locais, em inúmeras áreas.

  COMENTÁRIOS