Segurança

António Costa: "Por cada atentado que ocorre há dezenas que não ocorreram"

No seguimento dos ataques desta manhã em Bruxelas, o primeiro-ministro apelou a uma cooperação internacional cada vez mais forte.

António Costa realizou uma curta declaração esta manhã, no início de uma visita à Madeira, em que lembrou que o combate contra o terrorismo "é de longa-duração e exige um trabalho em profundidade".

O primeiro-ministro defendeu ainda que as medidas que todos os dias se tomam são as mais corretas. "Troca de informações, uma malha cada vez mais fina no cerco de acesso aos explosivos, a vigilância dos suspeitos. Essa cooperação tem vindo a funcionar. Por cada atentado que ocorre há dezenas que não ocorreram".

De acordo com António Costa, que tem estado em contacto com o embaixador português na Bélgica, não há qualquer informação de portugueses entre as vítimas.

Quanto a Portugal, o primeiro-ministro garantiu que não há nenhuma alteração do nível de segurança, mas que os ministros da Administração Interna e da Justiça estão a coordenar informações e, se for necessário, irão reavaliar a situação.

  COMENTÁRIOS