TSF

  • Menu
  • Ouvir Emissão
cinema

«Aniki Bobó» regressa aos cinemas em versão restaurada

A primeira longa-metragem de Manoel de Oliveira, «Aniki Bobó», de 1942, foi restaurada e vai voltar aos cinemas portugueses na próxima quinta-feira, nas vésperas do 102º aniversário do realizador, avançou fonte da Zon Lusomundo.

PUB

De acordo com a distribuidora, o filme de Manoel de Oliveira será exibido em Lisboa e no Porto, numa nova versão restaurada e remasterizada, a partir de 8 de Dezembro, no dia em que será editado, pela primeira vez a longa-metragem em DVD.

A Zon Lusomundo encomendou o restauro não só de «Aniki Bobó», mas também da curta-metragem documental «Douro, faina Fluvial» (1931), que será exibida nos cinemas em complemento à longa-metragem.

A edição de «Aniki Bobó» em DVD incluirá o documentário em dose tripla, com a versão em cinema mudo, de 1931, com música de Luiz de Freitas Branco, de 1934, que será exibida nos cinemas, e com música de Emmanuel Nunes, de 1994.

«Aniki Bobó» baseia-se no conto «Meninos milionários», de Rodrigues de Freitas, e centra-se protagonizado num grupo de crianças, como o Carlitos, a Teresinha e o Eduardinho, que personalizam, do ponto de vista da infância, os dilemas do ser humano, escolher entre o bem e o mal.

O filme foi protagonizado por Fernanda Matos (Teresinha), Horácio Silva (Carlitos) e António Santos (Eduardinho).

Manoel de Oliveira, o mais velho realizador do mundo ainda em actividade, cumpre 102 anos no dia 11 de Dezembro.

  COMENTÁRIOS

Ouvir Emissão