Mali

Importante biblioteca do Mali incendiada por islamistas

Antes de fugirem, os combatentes islamistas que nos últimos meses ocuparam Tombuctu pegaram fogo a um dos edifícios onde é guardado o espólio das centenárias bibliotecas.

A informação é confirmada pelo governador da cidade, Halle Ousmane, que diz também que esse ataque terá acontecido há quatro dias.

O edifício em questão alberga vinte mil manuscritos académicos, obras muito antigas, uma vez que algumas delas são do século XIII.

O governador não se encontra em Tombuctu e à agência Reuters não foi capaz de dizer em que estado se encontra o edifício.

A cidade foi ocupada por rebeldes islamitas no início de Abril do ano passado. Agora, as tropas francesas e malianas estão às portas de Tombuctu, e já controlam, inclusivamente, o aeroporto da região.

O edifício agora vitima de fogo não será o único sinal que os rebeldes islamitas deixam para trás ao abandonarem a cidade. O grupo Ansar Dine destruiu alguns santuários Sufi, uma acção que na altura lhes valeu condenação internacional.

Com mais de setecentos mil manuscritos reunidos ao longo de séculos, as bibliotecas de Tombuctu são um dos ex-líbris do Mali. Algumas dessas bibliotecas estão guardadas em edifícios que são considerados património material da Humanidade pela UNESCO.

  COMENTÁRIOS