Igreja Católica

Bispo do Porto: «A Diocese não está na bancarrota»

O novo bispo do Porto, D. António Francisco dos Santos, nasceu em Cinfães do Douro, há 65 anos. Formado em Filosofia e Sociologia em Paris, foi bispo em Braga e Aveiro. Está a governar a diocese do Porto, desde 6 de Maio, sucedendo a D. Manuel Clemente, atual Patriarca de Lisboa.

O prelado revela nesta entrevista que a diocese não está na bancarrota e que não vai alienar os três grandes colégios de que dispõe: Gaia, Ermesinde e Amarante.

«Os tempos são de desafios, não são de abdicação», disse.

Com dois milhões e trezentos mil habitantes, a diocese tem no seu território 477 paróquias que o bispo quer visitar nos próximos anos.

Apesar dos últimos conflitos, D. António Francisco não deixará de visitar a paróquia de Canelas, em Gaia.

António Francisco promete uma política pastoral de proximidade, sobretudo junto dos mais pobres e desempregados.

O bispo recomenda por fim aos governantes uma nova face para a economia e maior atenção à natalidade.

  COMENTÁRIOS