França

Emigrante portuguesa escondeu bebé na mala do carro durante dois anos (vídeos)

O caso está a chocar a região francesa de Limousin. Uma criança com cerca de dois anos foi descoberta na sexta-feira na mala do carro da mãe. A família alegadamente não sabia da sua existência.

A criança, uma menina, tem entre 15 e 24 meses e, aparentemente, passou toda a vida dentro da mala do automóvel.

Foi encontrada na sexta-feira pelos mecânicos da oficina onde a mulher de origem portuguesa, Rose Marie Cruz, de 45 anos, mandou arranjar um problema elétrico no automóvel.

De acordo com o jornal La Montagne, os mecânicos ouviram gemidos na bagageira e descobriram a criança nua e desidratada, deitada em cima de sacos de lixo, com um cheiro intenso a urina e a fezes.

A criança foi internada num hospital local e o casal foi interrogado no domingo pelas autoridades, indiciados por negligência e abandono. Rose Marie Cruz ilibou o marido, afirmando que ele não sabia da existência da criança. A emigrante escondeu a gravidez e o parto da família e vizinhos.

O procurador do Ministério Público já afirmou que «será muito difícil compensar as deficiências graves». A criança nunca foi registada e sofre de atrasos psicomotores.

O jornal Le Parisien avança que vão ser realizados testes de ADN à criança.

A emigrante portuguesa vive na zona de Brive-la-Gaillarde, na região de Limousin, no sudoeste de França. É mãe de três filhos, dois rapazes e uma rapariga, entre os 4 e os 10 anos, que foram agora retirados à família. O caso está a chocar a população.

  COMENTÁRIOS