Vida

Estudo do fruto da alfarrobeira dá prémio internacional a professora catedrática portuguesa

O estudo do fruto da alfarrobeira valeu à professora catedrática Maria Amélia Loução o prémio ibero-americano Celestino Mutis 2010, que premeia trabalhos na área da botânica. O galardão atribuído a esta vice-reitora da Universidade de Lisboa destina-se a premiar 30 anos de estudo nesta área.

  COMENTÁRIOS