Vida

Lisboa quer gastar 250 mil euros em iluminações de Natal este ano

A Câmara de Lisboa quer gastar 250 mil euros em iluminações de Natal nas artérias da Baixa pombalina, um valor superior em 100.000 euros ao investido no ano passado para dinamizar o comércio local na quadra natalícia.

No Natal passado, a autarquia trocou as típicas luzes da época por obras de arte que assinalaram a quadra em diferentes pontos da cidade, num investimento de 150.000 euros, inferior em 700.000 euros ao que tinha sido gasto em iluminação em 2010.

Este ano, a câmara vai pagar à União de Associações de Comércio e Serviços (UACS) 250.000 euros para que ilumine nas artérias da Baixa pombalina e outras ruas da cidade ainda a definir até ao Dia dos Reis (06 de janeiro), segundo um protocolo de «cooperação» entre as duas partes a que a agência Lusa teve hoje acesso.

No documento, que tem discussão marcada para a reunião de executivo de quarta-feira, os vereadores do Espaço Público e da Economia, José Sá Fernandes e Graça Fonseca, respetivamente, consideram «essencial promover mecanismos que contribuam para o acréscimo de movimento nas ruas e nas lojas».

Os autarcas justificam que as iluminações de Natal são «um motivo de atração e apelo às compras, bem como um fator de animação» de Lisboa e que a quadra «é aquela em que muitos comerciantes esperam compensar os prejuízos de meses anteriores».

A câmara recorda ainda que as luzes de Natal «têm sido um dos pontos altos de fomento do comércio» na cidade, assumindo um «relevo acrescido no período particularmente difícil que o setor atravessa no país».

Além de ficar responsável pela iluminação da Baixa, a UACS fica obrigada retirar as luzes e equipamentos após a quadra natalícia e a criar um seguro de responsabilidade civil para cobrir eventuais acidentes.

  COMENTÁRIOS