Grândola

Ruínas de Tróia são palco de mercado romano durante a Páscoa

As ruínas romanas de Tróia, no concelho de Grândola, recebem, no fim de semana de Páscoa, um mercado romano, no qual os visitantes vão recuar no tempo centenas de anos através de recriações históricas de diferentes situações.

Legionários, escravos, adivinhos, gladiadores, funcionários das termas, vendedores e outras personagens inspiradas na Roma Antiga vão povoar o local durante dois dias, divulgou hoje a organização em comunicado enviado à agência Lusa.

Na sexta-feira e no sábado, um programa recheado de atividades alusivas à época vai animar as ruínas localizadas na costa alentejana, que representam o maior complexo de salgas de peixe conhecido do mundo romano e estão classificadas como Monumento Nacional desde 1910.

Em ambos os dias do evento, organizado pelo Troiaresort, a abertura do mercado está marcada para as 11:00, seguindo-se uma mostra de armas dos legionários às portas da cidade.

As propostas passam depois por recriações históricas de situações como a venda de escravos ou uma luta de gladiadores, visitas guiadas ao mercado e uma rábula teatral sobre a produção de "garum", o molho de peixe romano.

Estão previstas atividades como sessões de adivinhação, jogos e brincadeiras romanos, sessões de contos e oficinas educativas, havendo ainda tempo para conhecer os animais da quinta romana.

Será igualmente possível rumar a uma taberna da época para saborear um banquete "à romana", que inclui na ementa porco no espeto, frango com limão e mel e sopa de "entulho", entre outras iguarias.

Artesãos e comerciantes locais vão também fazer parte desta iniciativa, que, segundo o Troiaresort, na primeira edição, na Páscoa do ano passado, levou mais de 1600 pessoas às ruínas.

O encerramento do mercado romano é sempre às 18:00, com uma arruada musical.

O evento tem o apoio dos municípios de Grândola e de Setúbal, da empresa Infratróia e do Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas.

  COMENTÁRIOS