carlos castro

Seabra declara-se inocente, acusado de homicídio em segundo grau

Renato Seabra declarou-se inocente da morte de Carlos Castro, mas durante a audiência no Supremo Tribunal de Nova Iorque foi acusado de homicídio em segundo grau.

Renato Seabra declarou-se, esta terça-feira, inocente da morte do jornalista Carlos Castro perante o Supremo Tribunal de Nova Iorque.

O modelo, que será ouvido novamente por este tribunal a 4 de Março, foi acusado pelo juiz do crime de homicídio em segundo grau.

O suspeito pela morte de Carlos Castro esteve presente na sala de audiências, tendo-se mantido em silêncio durante a curta audiência desta terça-feira.

O seu advogado, David Touger, que respondeu às perguntas do juiz, limitou-se a reiterar no final da audiência que planeia uma «defesa vigorosa» e que espera «vir a ter sucesso no final».

  COMENTÁRIOS