Igreja Católica

«Turbo-capitalismo financeiro» culpado pela crise, diz bispo

Para o bispo de Leiria-Fátima, o «turbo-capitalismo financeiro muda toda a agenda política, económica e financeira da noite para o dia e do dia para a noite».

O bispo de Leiria-Fátima considerou que chamado «turbo-capitalismo financeiro» é uma boa parte culpado pela actual crise, uma vez que nos tempos que correm não é apenas o «governo nacional que comanda a situação».

D. António Marto entende que este «turbo-capitalismo financeiro muda toda a agenda política, económica e financeira da noite para o dia e do dia para a noite» e lembra que os portugueses terão de ter paciência para atravessar montanhas e muita solidariedade em tempo de crise.

«É natural que haja alguma agitação em manifestação, pois isso faz parte, sobretudo, daqueles que são mais atingidos, mas penso que isso vai suscitar também uma exigência de crescimento em solidariedade entre todos. Estamos todos na mesma barca e corremos o risco de ir todos ao fundo», acrescentou.

Este elemento da Igreja Católica, que falava a poucas horas da realização das procissões em Fátima alusivas ao 13 de Outubro, não crê, contudo, que se venha a verificar cenário catastrófico e «explosivo» como se vive na Grécia.

Pela primeira vez as peregrinações em Fátima são presididas pelo arcebispo católico de Moscovo.

  COMENTÁRIOS