TSF

  • Menu
  • Em Directo
música

"O Rei do Reggae" morreu há 30 anos

Quando passam trinta anos desde a morte do músico jamaicano Bob Marley, a 11 de Maio de 1981, o "rei do reggae" é recordado um pouco por todo o mundo com concertos e homenagens, incluindo em Portugal.

PUB

Robert Marley morreu aos 36 anos em Miami vítima de cancro, mas deixou um legado no reggae que permanece sólido até à actualidade, com mais de 200 milhões de discos vendidos, e como fonte de inspiração para dezenas de novos artistas.

Foi ainda um dos mais conhecidos rostos do movimento espiritual "Rastafari" e defensor de uma mensagem pela paz, liberdade, emancipação e pela não repressão, e é ainda hoje uma das figuras mais respeitadas na Jamaica.

Com o grupo The Wailers gravou muita canções politicamente comprometidas ou de forte cariz social e que hoje fazem parte de um repertório colectivo da música internacional, como "Get up, stand up", "I Shot the Sheriff", "No woman no cry" e "Could you be loved".

Em Portugal, Bob Marley e o repertório reggae que deixou serão recordados com dois concertos do grupo norte-americano Groundation na próxima sexta-feira no Coliseu de Lisboa e no dia seguinte no Teatro Sá da Bandeira, no Porto.

Ao longo de todo o dia, desta quarta-feira, pode relembrar os grandes êxitos do "Rei do Reggae" na emissão da TSF.

  COMENTÁRIOS