Televisão

Carlos Cruz leva «Febre do Dinheiro» à SIC

A SIC contra ataca nos concursos milionários. A estação de Carnaxide prepara-se para estrear, também em Setembro, «A Febre do Dinheiro» com Carlos Cruz a apresentar. Um concurso que pode dar prémios diários da ordem dos cem mil contos.

A SIC contra ataca. Depois da estreia anunciada do «Big Brother» na TVI e do regresso do frenético «Quem Quer Ser Milionário?» à RTP, desta feita com Joaquim Letria, a estação de Carnaxide vai lançar «A Febre do Dinheiro» com Carlos Cruz a apresentar.

O concurso milionário da SIC é uma adaptação do concurso norte-americano «Greed» («Ganância»), um formato do grupo Pearson, actualmente em exibição na Fox Television.

O dinheiro é o grande isco deste concurso, que pode chegar a entregar um cheque de cem mil contos diariamente. Mas a componente de cultura geral estará também presente, à semelhança do «Quem Quer Ser Milionário?», com graus crescentes de dificuldade. Em «A Febre do Dinheiro» há mais um ingrediente a juntar à fórmula: a competição entre equipas e, depois, dentro da própria equipa.

As perguntas estão já a ser preparadas pelas «Produções Fictícias» - a equipa de guionistas que trabalha com Herman José e que produz os textos para o «Contra Informação».

A SIC começa hoje a promoção de «A Febre do Dinheiro», para angariar concorrentes.

O concurso, esse chega à grelha da SIC mais pela fresquinha, em Setembro - tal «Big Brother», na TVI e «Quem Quer Ser Milionário?», na RTP1. Serão sessões de meia hora, de segunda a sexta, em horário nobre. Para o fim de semana, estão previstas duas horas de concurso.

Setembro avizinha-se quente, com a ganância do dinheiro ao serviço da ganância das audiências. Haverá vencedores?