Literatura

Mário de Carvalho vence Grande Prémio de Teatro

O escritor Mário de Carvalho foi o vencedor do Grande Prémio de Teatro Associação Portuguesa de Escritores/Ministério da Cultura 1999, com a peça «Se perguntarem por mim, não estou»

O Grande Prémio de Teatro da APE e Ministério da Cultura foi atribuído ao escritor Mário de Carvalho.

«Se perguntarem por mim, não estou» é nome do trabalho que foi distinguido unanimemente pelo júri do concurso, composto por Luiz Francisco Rebello, Carlos Avillez e Maria Helena Serôdio.

Editado pela Editorial Caminho, aquele não é o primeiro trabalho do género de Mário de Carvalho. Em 1991, tinha já editado «A Água em Pena de Pato» e viu já levado à cena «O Sentido da Epopeia» pelo grupo «O Bando», e «A Rapariga de Varsóvia», pelo Novo Grupo.

Nasceu em Lisboa em 1944. Licenciado em Direito, esteve exilado em França e na Suécia, regressando a Portugal após o 25 de Abril de 1974.

Durante os tempos de estudante foi preso por duas vezes pela sua actividade política contra o Estado Novo.

Actualmente exerce advocacia em Lisboa.

Mário de Carvalho foi distinguido depois de, na semana passada, Jaime Rocha ter sido anunciado como o vencedor da edição de 1998.

A data da entrega dos dois galardões ainda não foi divulgada.