Sydney 2000

Maia e Brenha perdem o bronze (actual.)

Miguel Maia e João Brenha disseram adeus a Sydney entregando hoje à dupla alemã Ahmann-Hager a medalha de bronze em Voleibol de Praia. Nos dois sets disputados, os alemães levaram vantagens de 12-9 e 12-6. Portugal continua apenas com um medalha.

Era o dia de todas as esperanças, mas Miguel Maia e João Brenha não conseguiram ultrapassar o obstáculo Alemanha, formado pela dupla Ahmann-Hager. Não se repetiu o cenário de Atlanta. No esquema de jogo em causa, ao melhor de três, os portugueses foram derrotados em dois sets, por 9-12 e 6-12. Não foi necessário, pois, o terceiro jogo.

Não foi desta, portanto, que Portugal alcançou a segunda medalha em Sydney2000. As esperanças, escassas, voltam à Vela e ao Atletismo.

Ahmann e Hager tinham conseguido o apuramento para Sydney «in extremis» e os portugueses consideravam-se em condições para ganhar.

Os alemães, no entanto, nunca estiveram em desvantagem ao longo dos dois sets. Foi apenas permitido a Maia e Brenha empatarem em duas ocasiões do primeiro set, primeiro, a quatro pontos, e depois, 6-6.

O maior desnível registou-se no segundo set, com os alemães a alcançarem uma vantagem de oito pontos, 11-3, tendo a dupla portuguesa encetado o que se pode chamar de derradeiro esforço, aproximando-se até aos 11-6.

Contrariamente às partidas precedentes, Maia e Brenha, acusaram algum cansaço, com falhas junto à rede, por parte do primeiro, e serviços falhados, por parte do segundo. O jogo decorreu em condição de grande humidade, com o público, numeroso, equipado para a chuva.

Atribuída a medalha de bronze à Alemanha, resta agora saber para que países vão o ouro e a prata. Brasil e Estados Unidos são os pretendentes.