FC Porto

Octávio Machado novo treinador dos «dragões»

Octávio Machado foi escolhido como treinador principal do FC Porto. O «palmelão» vai ter a companhia de Rui Oliveira, André, Aloísio e Silvino na equipa técnica. «Espero que consiga ser digno e merecedor da confiança que depositaram em mim», disse.

Octávio Machado vai ser o novo treinador principal do FC Porto, anunciou, quarta-feira, em conferência de imprensa, o presidente dos «azuis-e-brancos», Pinto da Costa.

«O Octávio Machado não necessita de apresentação. Já teve muitos anos à frente do FC Porto e agora será o chefe da equipa».

«Temos um projecto ambicioso e temos de ter uma equipa ambiciosa, à maneira do FC Porto, que jogue aquilo que todos nós gostamos de ver e que consiga os seus objectivos principais».

Pinto da Costa referiu que o objectivo principal é conquistar o título.

«Se pudessemos ser campeões europeus, ninguém enjeitaria essa oportunidade, agora, temos de ser realistas e o campeonato é um dos grandes objectivos da próxima época».

André e Aloísio, como treinadores adjuntos, também integram a equipa técnica. Rui Oliveira, que já tinha trabalhado com Octávio, em Alvalade, vai ser o metodólogo, enquanto Silvino será o treinador dos guarda-redes.

Rui Oliveira vai desempenhar igualmente as funções de preparador físico, situação que afasta da equipa técnica Vítor Frade.

O novo treinador dos «dragões» sucede a Fernando Santos no comando técnico da equipa, com um contrato válido para as duas próximas temporadas.

«Passei aqui anos maravilhosos. Conheço as ambições e as expectativas que estão criadas. Espero e desejo que consiga ser digno e merecedor da confiança que depositaram em mim».

O novo técnico portista manifestou o desejo de ter o plantel definido no início da época - em princípio vai ter 24 ou 25 futebolistas - e confirmou o estágio da pré-temporada em

Clairefontaine (França).

Convidado por Pinto da Costa a regressar ao FC Porto apenas na terça-feira, Octávio Machado sublinhou o facto de não ter hesitado na hora de tomar uma decisão: «nem pensei duas vezes, pois se o fizesse mais valia abandonar de vez o futebol».

O antigo treinador do Sporting sagrou-se campeão europeu, em 1986/87, ao serviço dos «dragões», como técnico adjunto de Artur Jorge. Sagrou-se igualmente bi-campeão nacional com Carlos Alberto Silva, em 90/91 e 91/92.