PCP

Mário Nogueira é cabeça de lista por Coimbra

Depois da polémica do afastamento de João Amaral nas listas de deputados da CDU no Porto, sabe-se agora que Mário Nogueira, dirigente da Fenprof, é de novo o cabeça de lista por Coimbra. Ao contrário do Porto, a lista contém renovadores mas também ortodoxos.

A crise interna dos «comunistas» parece estar a passar ao lado da estrutura distrital de Coimbra, pelo menos é essa a ideia que transparece da escolha do cabeça de lista às próximas eleições.

Tal como há quatro anos, a CDU volta a apostar para primeira figura em Mário Nogueira, o dirigente nacional da Fenprof, com 44 anos. Pelo que é garantido pelo candidato e, ao contrário de outros círculos, aqui, a elaboração da lista foi pacífica e democrática.

«Em relação, quer ao cabeça de lista, quer aos restantes membros da lista, o consenso foi absoluto e por isso não surpreenderá ninguém que na nossa lista tanto surjam pessoas que defendam congressos ou que não defendam congressos», disse Mário Nogueira.

«Terão as suas razões para terem feito as suas opções. O que acontece é que será uma lista que teve como preocupação em ter os melhores de todos», acrescentou o sindicalista.

Quanto à situação nacional do partido e ao confronto entre renovadores e ortodoxos, Mário Nogueira limita-se a dizer que é bom haver debate dentro do PCP. Segundo o sindicalista, este é um partido onde há mais debates e mais democracia do que no PS, PSD e PP. A escolha de legistas às eleições legislativas é exemplo disso mesmo.

Em Coimbra, o PCP não elege um deputado desde as eleições de 1991. Agora a aposta é conseguir um lugar no Parlamento.

  COMENTÁRIOS