Festival de Veneza

«Brumas» de Ricardo Costa em estreia

A longa-metragem do português Ricardo Costa, intitulada «Brumas», estreia, esta quinta-feira, no festival de Veneza. O filme enquadra-se na secção «Novos Territórios», que pretende abrir o debate sobre o cinema no futuro.

Para Ricardo Costa, a participação de «Brumas» no Festival de Veneza é «crucial», visto ser uma oportunidade de continuar a trabalhar depois de uma paragem na produção cinematográfica de mais de 15 anos.

Com cerca de 80 minutos, «Brumas» foi escolhido para integrar a secção «Novos Territórios», onde são apresentadas curtas, médias e longas-metragens de ficção e comentários.

«Brumas» é classificado pelo autor como «docuficção», e retrata uma «viagem no tempo» de Ricardo Costa a Peniche, a sua cidade natal, em busca de uma antiga criada da família.

Segundo o autor, «é uma reflexão sobre o tempo que passa e o que ele significa». O filme foi produzido, realizado e filmado por Ricardo Costa, tendo ainda tratado do som e da luz do mesmo.

A sua carreira como realizados teve início no principio dos anos 70, com duas series de documentários sobre a vida de pescadores portugueses. No curriculum fica ainda «O nosso futebol», uma reflexão sobre este desporto em Portugal.