Camarate

"Focus" confirma que José Esteves assumiu autoria da bomba

O chefe de redacção da revista "Focus", confirma à TSF que José Esteves, um antigo segurança, assume pela 1ª vez, numa entrevista que vai ser publicada quarta-feira, ser o autor da bomba que fez explodir, em1980, a aeronave Cessna onde seguiam o então primeiro-ministro português, Francisco Sá Carneiro, e o ministro da Defesa, Adelino Amaro da Costa.

Na entrevista à revista "Focus", que vai ser publicada esta quarta-feira, José Esteves fala ainda sobre um possível mandante e admite que falou com Adelino Amaro da Costa dias antes do acidente.

João Vasco Almeida, chefe de Redacção da revista Focus e um dos jornalistas que entrevistou José Esteves, contou à TSF que «ele assume na entrevista que foi o autor do engenho que causou a queda do avião em Camarate e confirma que falou com Adelino Amaro da Costa pouco antes do acidente».

Na entrevista, José Esteves confessa que fabricou o engenho explosivo mas garante que não foi ele que o colocou no avião.

De acordo com João Vasco Almeida, José Esteves diz ainda que a bomba que fabricou foi depois «adulterada» porque o engenho que fabricou «nunca levaria à queda do avião».

Além disso, José Esteves confirmou na entrevista à "Focus" «o depoimento de Fernando Farinha Simões e todos os inquéritos parlamentares e judiciais feitos ao longo dos anos».