Um gesto muito simples que pode pesar na carteira

Conteúdo Patrocinado. Às voltas no supermercado, quantas vezes se lembra de procurar nas prateleiras produtos portugueses?

Pelas correrias das compras, muitas vezes com miúdos e família a complicar, sem querer esquecemo-nos de um gesto muito simples, mas que pode pesar na nossa carteira. Quantas vezes nos lembramos de verificar o rótulo do produto que escolhemos, para confirmar que se trata de produção nacional?

Afinal, a saúde da economia portuguesa também está nas nossas mãos - escolher produtos e serviços com o Selo "Portugal Sou Eu" é o primeiro passo para apoiar produtores e empresários que, tal como nós, se esforçam todos os dias para vingar num mercado extremamente competitivo, especialmente tendo em conta a fortíssima concorrência internacional. E nós só temos a ganhar quando apoiamos a economia portuguesa - porque no final, também nós beneficiamos com os seus ganhos.

O programa "Portugal Sou Eu" foi lançado em dezembro de 2012, pelo Governo de Portugal, com o objetivo de mobilizar o país para o crescimento económico pela via de um consumo informado de produtos e serviços com o selo do programa. O propósito da iniciativa é melhorar a competitividade das empresas portuguesas, promover o equilíbrio da balança comercial, combater o desemprego e contribuir para o crescimento sustentado da economia.

Este programa certifica, através da atribuição do Selo, os produtos e serviços que geram valor acrescentado em Portugal. Esse valor é calculado com base em critérios de incorporação nacional, marcas e patentes, impacto no emprego e valor acrescentado.

Até ao momento, aderiram ao Selo "Portugal Sou Eu" mais de 2.000 empresas, que qualificaram mais de 8.000 produtos/serviços, representando no seu conjunto um volume de negócios agregado superior a 7,3 mil milhões de euros e mais de 46 mil postos de trabalho.

Nos últimos anos, para lembrar a importância de preferir produtos portugueses, o programa "Portugal Sou Eu" associa-se ao "Dia da Produção Nacional", celebrado no dia 26 de abril. Várias foram já as personalidades públicas que se juntaram a esta iniciativa, de diversos quadrantes da sociedade portuguesa. São Embaixadores da iniciativa, por convite do Ministério da Economia, personalidades como Cláudia Vieira, Cristina Ferreira, Cuca Roseta, D.A.M.A., Fátima Lopes, entre outros.

Mas somos todos convidados a apoiar esta iniciativa, que nos beneficia a todos. Afinal, tal como diz o mote do programa "Portugal Sou Eu": "Acreditar em Portugal começa comigo" - e pode acabar na nossa carteira.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de