Fila J

A China a preto e branco com Lu Nan

"Lu Nan, Trilogia, Fotografias", é uma exposição do fotografo e artista chinês, no Museu Berardo, em Lisboa.

É um trabalho de 15 anos, do fotógrafo artista Lu Nan, que percorreu uma boa parte de um território imenso para trazer agora. O curador da exposição, João Miguel Barros, fala nestas três dimensões que foi buscar a Dante e à "Divina Comédia" - Inferno, Purgatório e Paraíso.

Na Primeira parte, O Inferno, as pessoas esquecidas, em casa ou nos hospitais psiquiátricos da China. São densas as imagens que gritam e invadem; não as esquecemos tão depressa. Na força do preto e branco, Lu Nan segue o caminho, daí ter-lhe chamado "On the road", as comunidades católicas na China, onde não há lugares de culto, imagens de uma fé inabalável.

Depois do Inferno e do Purgatório, O Paraíso, as quatros estações na vida do Tibete, as relações entre avós e netos, pais e filhos.

Lu Nan começou este trabalho da Trilogia em 1989 e acabou em 2004, são 144 fotografias selecionadas de um conjunto de 225 que não estão todas expostas mas que podem ser vistas em slides numa sala de projeção.

"Lu Nan, Trilogia, Fotografias", numa imensa China, no Museu Berardo, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, estreou terça-feira e fica até 14 de janeiro de 2018.

  COMENTÁRIOS