Fila J

Um Dia de Morte, em Hamlet

"O Dia da Matança na História de Hamlet" é o novo espetáculo do Teatro Experimental do Porto, estreia amanhã no Rivoli.

Esta é a versão, a partir de Hamlet de Bernard-Marie Koltès, que reúne tudo no último dia da peça, tudo se passa num dia, o dia da matança, no Teatro Experimental do Porto tem encenação de António Júlio. Conseguir ver Hamlet pelos olhos de Bernard-Marie Koltès, apesar de ter apenas quatro personagens, dois casais, Hamlet e Ofélia e Gertrud e Claudius, mas afinal estão lá todos, ouve-se o respirar de todas as outras vozes das personagens. O Dia da Matança na História de Hamlet, não tem tempo, não há um tempo, tudo é ao mesmo tempo universal, o ódio a violência o poder o amor. Num espaço em construção, sem um tempo definido, a não ser que é um tempo de agora. Nós, nós aqui e agora, também respiramos estas personagens, imagens do que somos, diante do poder, do amor da violência da vingança.

PUB

Texto: Bernard-Marie Koltès, Tradução: Alexandra Moreira da Silva, Encenação: António Júlio, Cenografia e figurinos: Catarina Barros, Assistente de cenografia e figurinos: Susana PaixãoMúsica Original: José Alberto Gomes, Desenho de Luz: Nuno Meira, Interpretação: Júlia Valente, Maria do Céu Ribeiro, Paulo Calatré, , Paulo Mota , Assistência à Criação: Patrícia Gonçalves, Imagem: Studio Bruto, Duração: aprox. 90", Classificação etária: M/12, Produção Teatro Experimental do Porto , Uma coprodução Teatro Experimental do Porto e Teatro Municipal do Porto, Agradecimentos: João César Nunes; Serralharia J Sampaio Unipessoal Lda; Joana Nossa e Clara Goldin

"O Dia da Matança na História de Hamlet", do Teatro Experimental do Porto, estreia amanhã, no Teatro Municipal Rivoli, às 21h00 e fica sábado às 19h00 e no domingo, último dia às 17h00.

  COMENTÁRIOS