Cem anos do nascimento de Vergílio Ferreira

Em Gouveia começam hoje as comemorações do centenário do nascimento do escritor Vergílio Ferreira, com um ciclo que inclui diversas atividades e que terminará em janeiro de 2017.

Vergílio nasceu há precisamente 100 anos, a 28 de janeiro de 1916 na aldeia de Melo, no concelho de Gouveia, e as comemorações começam com a reedição dos livros do escritor e nas quais "o leitor pode mesmo consultar as anotações do autor".

Reportagem de Amadeu Araújo em Gouveia a propósito do centenário de Virgílio Ferreira

00:0000:00

As obras serão reeditadas pela Quetzal e no primeiro romance, "O Caminho fica longe", o leitor "pode consultar as anotações do escritor. Haverá uma edição cuidada, em papel, mas no formato eletrónico estão disponíveis as anotações e revisões que Vergílio ia fazendo", adianta Francisco José Viegas que lembra que "ainda hoje são muitos os leitores do escritor o que nos tem permitido editar as suas obras".

As comemorações do centenário incluem o lançamento de um selo, teatro e muitas evocações. Um "impulso", adianta Luis Tadeu que preside ao Municipio de Gouveia, "para conhecer o escritor".

"Quero ir para Melo e consumir-me lá a ouvir o vento do inverno", disse Vergílio que regressou à aldeia que o viu nascer e onde está sepultado. "Paz ao morto presente" que regressa em ano de centenário e que prevê ainda a reposição de um busto na praça de São Pedro, no centro da cidade de Gouveia e, entre outros, o lançamento de um selo.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de