Religião

José Tolentino Mendonça recebe prémio literário em Itália

O escritor José Tolentino Mendonça foi distinguido com o Prémio literário Res Magnae, em Itália, pelo ensaio "A mística do instante - o tempo e a promessa", publicado há um ano.

Segundo a editora, a obra vendeu 17.000 exemplares e foram transacionados direitos internacionais para Itália, Espanha, Brasil, República Checa, Estados Unidos, Canadá, França e Filipinas.

"A mística do instante, que o autor nos apresenta, reenvia-nos para o interior de uma existência autêntica, ensinando-nos a ser realmente presentes: a ver, a ouvir, a tocar, a saborear, a inebriar-nos com o perfume sempre novo do instante", segundo fonte da Paulinas Editora.

No ensaio, José Tolentino Mendonça argumenta que há um Evangelho que "só a pele apreende", que "a fraternidade se exprime também pelo tato", escrevendo que "o pão da eucaristia é o pão de mil sabores" e que "o odor permite uma aprendizagem do invisível".

José Tolentino Mendonça, de 49 anos, é sacerdote e especialista em estudos bíblicos. Tem obra publicada sobre a relação entre o cristianismo e a cultura. Foi "Straus fellow", na Universidade de Nova Iorque, tendo feito parte de uma equipa de investigadores do tema "Religião e espaço público".

Atualmente é vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa e diretor do Centro de Estudos de Religiões e Culturas. Consultor do Pontifício Conselho para a Cultura, na Santa Sé, José Tolentino Mendonça tem publicada obra poética.

A cerimónia de entrega do Prémio literário Res Magnae está marcada para 19 de novembro, em Roma.