ricardo araújo pereira

"Se as touradas são uma questão de civilização, proíbam-se!"

Ricardo Araújo Pereira teme que o raciocínio apresentado pela ministra da Cultura para justificar a manutenção do IVA das touradas a 13% possa causar alguns problemas civilizacionais.

Graça Fonseca decidiu manter o IVA dos espetáculos tauromáquicos, evocando "valores civilizacionais" para justificar essa diferenciação dos espetáculos que têm uma redução de IVA prevista no Orçamento do Estado para 2019. Ricardo Araújo Pereira é da opinião de que se trata de um "argumento válido para proibir as touradas", mas não taxá-las.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir , sempre em tsf.pt .

  COMENTÁRIOS