ETC vencem EDP Live Bands Brasil e vêm ao NOS Alive

Mineiros conquistaram o júri da 4ª edição do EDP Live Bands, em São Paulo. Concorreram quase 1.800 bandas, um recorde de participação. Para além de estarem no festival vão gravar CD com a Sony Music.

Oito bandas, uma sala cheia, quase quatro horas consecutivas de música e, no fim, um vencedor que ganhou o passaporte para um dos maiores festivais de música do Mundo.

Os Etecoetra, que têm ETC como sigla, vieram de Juíz de Fora e quem teve a tarefa de decidir deixou-os dentro do Nos Alive 2019. A banda, que existe há oito anos, convenceu o júri, e assim vai ao festival português, este Verão, e vai também gravar um CD com a Sony.

Dudu, o vocalista e guitarrista, foi o porta-voz da felicidade da banda de Minas Gerais.

"Foi emocionante tudo o que aconteceu hoje. São bandas sensacionais, ficamos felizes de ver a qualidade das bandas que estão aqui, representando diversas regiões do Brasil, sentimo-nos honrados. Já é o momento mais marcante da nossa carreira, temos oito anos, já rodamos algumas regiões do Brasil, mas ainda não tínhamos vivido algo parecido. Vamos literalmente romper as fronteiras que ainda não tínhamos rompido."

"É muito importante que uma marca como a EDP, uma marca portuguesa, apoie aquilo de bom se faz e se canta em português."

A banda foi escolhida entre quase 1800 que participaram na 4ª edição do concurso no Brasil , um concurso que também acontece em Portugal e Espanha, que foi criado pela EDP, em parceria com a Everything is New e a Sony Music.

Paulo Campos Costa, o Director global de Marca e Comunicação da EDP, salienta que num país tão grande, fazer algo assim é particularmente relevante para a marca portuguesa, e considera que esta é uma aposta ganha.

"O projeto está, nesta fase, consolidado, tivemos um crescimento de 18% nas bandas participantes.

Nós quando pensamos no EDP Live Bands eu fiz o desafio ao Álvaro Covões, à Everything is New, porque eu acho que é muito importante que uma marca como a EDP, uma marca portuguesa, apoie aquilo de bom se faz e se canta em português. O caso do EDP Live Bands, embora não seja cantado apenas em português, nós pedimos às pessoas que preferencialmente, no caso de Portugal e do Brasil, que usem a língua portuguesa. É um património que nós temos, é um património que é de todos nós e é uma aposta que nós fazemos nos jovens valores da música. Há muitos programas de televisão, eu sei, sobre concursos nos quais as pessoas se inscrevem para cantar, para mostrarem o seu talento, só que aqui é preciso saber tocar."

De São Paulo para Algés, eles vão ao NOS Alive

Em Julho, os ETC vão passar pelo palco do NOS Alive, e o promotor do Festival, fundador e diretor da Everything is New, que é, juntamente com a Sony Music parceira da EDP no Live Bands, considera que o concurso ajuda a promover o destino Portugal. Álvaro Covões acredita que a Cultura une e que iniciativas como esta são muito importantes.

"É muito importante que as empresas, para se aproximarem mais do grande público, ainda para mais uma empresa como a EDP que no fundo trabalha com todos, todos nós precisamos de energia e todos nós consumimos música, portanto este trabalho da EDP em três geografias (Portugal, Brasil e Espanha), fazer um concurso que promove as bandas locais e descobre novos talentos, lhes dá oportunidade eles terem uma carreira e gravarem um disco, é um trabalho super interessante e é assim que os países ficam culturalmente mais ricos, porque nós temos que puxar uns pelos outros."

Desde a primeira edição, em 2016, quase 6.000 bandas concorreram ao EDP Live Bands.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de