"Música das alturas." Braga celebra o 25 de Abril com concerto de sinos em igrejas

Oitenta voluntários dão balanço à corda que puxa os badalos, seguindo uma partitura que se quer de festa, para celebrar a Revolução de Abril.

É de perder o fôlego subir a escadaria até a à torre sineira da Igreja dos Terceiros. Trata-se de uma das sete igrejas do centro histórico de Braga que vão dar um concerto de sinos integrado nas comemorações do 25 de Abri.

O músico e compositor espanhol Llorenç Barber inspirou-se na revolução para criar este espetáculo. Conta que, quando se deu o 25 de Abril, era um jovem de 25 anos que admirava os valores da liberdade e acompanhou de perto os desenvolvimentos da Revolução dos Cravos. Sentia que a felicidade estava a chegar.

Uma felicidade que agora procura transmitir pelos sinos. Há mais de 30 anos que Llorenç Barber trabalha a fazer música com estes objetos.

Desta vez, pelo menos 80 pessoas vão poder conhecer e tocar os sinos da cidade. São todos voluntários, com uma enorme curiosidade por esta "música das alturas".

Música que, diz Llorenç Barber, está "entre o céu e a terra", naquilo que considera ser uma metáfora para a vida.

Mauro Rodrigues, produtor do espetáculo, apela que ninguém fique parado, para apreciar verdadeiramente a música: "O concerto obriga o público a circular pela cidade, procurando encontrar as referências sonoras de cada um dos sinos."

Depois do toque inicial, que será em simultâneo nas sete igrejas, cada torre terá o seu momento "a solo". O concerto terá a duração de 50 minutos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de