Música

NOS Alive continua em Algés durante os próximos quatro anos

Garantia foi dada por Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras, no primeiro dia do NOS Alive 2018. "Há 12 anos não vislumbrávamos os êxitos deste festival", admite o autarca.

Depois de terem sido anunciadas as obras tendo em vista o melhoramento dos acessos pedonais e rodoviários entre Algés e a zona ribeirinha onde se situa o Passeio Marítimo, Isaltino Morais adiantou, à entrada para o primeiro dia da 12ª edição do NOS Alive, que o festival vai manter-se no mesmo local durante os próximos quatro anos.

"Já aprovámos na reunião de ontem da Câmara Municipal, os próximos quatro anos estão garantidos aqui nesta zona", disse à TSF o autarca de Oeiras, que, por volta das 15h, marcou presença no momento da abertura de portas, aproveitando para trocar algumas palavras com aqueles que foram os primeiro festivaleiros a dar entrada no recinto do festival.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, o NOS Alive é um festival que "se afirmou ao longo de todos estes anos", apesar de, confessa Isaltino Morais, não ter tido essa noção no dia em que arrancou a primeira edição. "Há 12 anos não vislumbrávamos os êxitos e os sucessos que este festival ia alcançar, mas hoje não me deixa surpreendido".

"Foi crescendo e melhorando, sobretudo, em termos de logística. Estamos num espaço que oferece condições de conforto, higiene e segurança aos festivaleiros, foram desenvolvidas estruturas que fizeram com que os patrocinadores acreditassem cada vez mais e, assim, fez-se também com que o cartaz surpreenda de ano para ano", defende Isaltino Morais, que sublinha: "Dentro de dois anos vamos ter ali um passadiço - uma ponte - do lado de Algés que vem até este lado e que vai ter elevadores para facilitar o trânsito de um lado para o outro".

Na tentativa de dar uma nova imagem ao espaço envolvente, o autarca refere ainda que "o troço de Paço d'Arcos para Caxias também vai ser melhorado, só vão faltar 500 metros para esta zona".

"Mais quatro anos e a paisagem desta zona vai estar completamente modificada e os festivaleiros vão ficar deslumbrados", diz, confiante, Isaltino Morais.

Já no que diz respeito ao cartaz da edição deste ano, o presidente da Câmara de Oeiras admite que não é "especialista" em música e que conhece poucos dos nomes que marcam presença no NOS Alive 2018, mas garante que nem isso o vai afastar de alguns concertos.

"Não sou especialista nessa matéria. Venho ver uma banda [Artic Monkeys] hoje à meia-noite e os Pearl Jam no sábado. Mas, venho com o meu filho, ele é que escolhe", afirma o autarca.

Em destaque no primeiro dia da edição 2018 do festival está o regresso dos britânicos Arctic Monkeys a Portugal, depois de, em maio, terem editado o disco "Tranquility Base Hotel & Casino".

Além da banda liderada por Alex Turner, esta quinta-feira atuam também nomes como Bryan Ferry, Snow Patrol, Sampha ou Nine Inch Nails.

  COMENTÁRIOS