Dina tinha um talento gigante. Uma "visão da música apaixonada e sem pudores"

Personalidades de todos os quadrantes recordam Dina, a cantora e compositora que morreu esta sexta-feira. Simplicidade, simpatia e talento fazem refrão nas palavras de quem a homenageia.

Quem nunca deu por si a cantar "Peguei, trinquei e meti-te na cesta, ris e dás-me a volta à cabeça"? Ana Bacalhau diz que a Dina era isto: uma canção de todos para trazer ao mundo com alegria. "As canções dela não só exprimiam o que ela sentia, mas, como todas as grandes intérpretes, a Dina fazia com que todos se revissem nas músicas e as usassem na sua vida como forma de expressão", frisa a cantora à TSF.

A intérprete dos Deolinda recorda, em entrevista à TSF, que Dina, a quem prestou homenagem no espetáculo Dinamite, em 2016, marcou a sua vida. "A Dina foi importante para mim. Conheço-a desde que me lembro. As canções mais conhecidas por todos são o 'Amor d'água fresca' e o 'Há sempre música entre nós', mas a obra dela é mesmo muito rica", revela Ana Bacalhau.

Dina era também uma pessoa simpática, pronta a ajudar e carinhosa. "A Dina era uma pessoa muito simples, extremamente simpática, muito prestável para tudo. Era uma pessoa extremamente humilde, e desenvolveu um trabalho fabuloso, na Suécia [na representação de Portugal na Eurovisão], desde distribuir todos os discos dela, a ir a todas as reuniões de imprensa", acrescenta Eládio Clímaco, impressionado com a prestação incomum da cantora na esfera pessoal.

Simplicidade, um sorriso grande e uma sensibilidade artística e musical muito apurada são características realçadas pelo apresentador e por Ana Bacalhau, afinados na descrição que fazem de Dina. A compositora portuguesa guardou sempre uma "alegria" que vibrava dentro dela e é isso que a sua obra pretende mostrar.

"Era justo e importante [reaproveitar os temas dela]. Era justo, porque a obra dela é importante para qualquer músico, e era bom para a música portuguesa, de forma a enriquecê-la", apela Ana Bacalhau.

Eládio Clímaco, apresentador e amigo da cantora que esta sexta-feira morreu aos 62 anos, realça a pessoa que, tal como a obra, não será esquecida, nem mesmo após a morte. "A Dina era a Dina, era muito autêntica", acrescenta o comunicador. "Era como qualquer outra pessoa, como todos nós somos, só que um talento enorme, gigante. Era uma pessoa tão carinhosa e tão amiga", remata Ana Bacalhau.

Também a ministra da Cultura, em comunicado, lamentou a morte de Dina, que "toca a memória coletiva das canções românticas, cantadas ao desafio entre amigos, catalisadoras de comunidades efémeras", conforme noticia a agência Lusa.

"Pelas suas letras, bem como nas suas interpretações, passava uma alegria contagiante na relação com a vida, a amizade e o amor que, muitos anos depois, seriam a marca distintiva de um percurso que pautou sempre pela discrição", afirma a ministra.

Graça Fonseca considera que a cantora, desde o álbum de estreia, "Dinamite" (editado em 1982), "foi a voz de poemas de um romantismo melancólico, herdeira de uma rica tradição de poemas-canção que deram à música ligeira portuguesa um papel de relevância social inestimável".

A participação de Dina no Festival da Canção, em 1980 com o tema "Guardada em mim" e em 1992 com "Amor d'água fresca", "sublinhou na sua vibrante e imaginativa interpretação, o contraste entre uma personalidade que cuidava das palavras e dos jogos de rimas dos poemas como se cuidasse de chegar a cada ouvinte".

Para a ministra da Cultura, as letras das canções às quais Dina deu voz, "assinadas por nomes como Carlos Paião, Eduardo Nobre, Rosa Lobato de Faria e Tozé Brito são também exemplo de uma visão da música descomprometida, apaixonada e sem pudores".

"Desejo, metáfora e fantasia eram, na voz de Dina, matéria bastante para fixar na memória das gerações que cresceram nos anos 1980 e 1990 a voz discreta que cantava canções com sabor de água fresca e que acreditava que havendo sempre música entre nós, ficaríamos bem", conclui a ministra.

LER MAIS:

- Morreu a cantora e compositora Dina

- A Playlist de Dina. As músicas que marcaram a vida da cantora

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de