Saramago, Nobel, 20 anos, 20 vozes

Nos 20 anos do Nobel da Literatura de José Saramago, entregue na Academia sueca a 10 de outubro de 1998, a Fundação do escritor e o gabinete do primeiro-ministro em parceria com o Instituto Camões e o Teatro Nacional D. Maria II, fazem este domingo, no palco do Teatro a leitura de Todos os Nomes e uma homenagem ao fim da tarde.

Vinte anos, vinte atores e atrizes para lerem sem parar Saramago, Todos os Nomes.

Sérgio Machado Letria, o diretor da Fundação José Saramago, realça a escolha da obra "Todos os Nomes" por várias razões embora não tenha sido uma escolha fácil para ser lido, todo e em voz alta. Várias horas de leitura, das 10h00 às 18h00 da tarde.

Depois, às 18h30, começa uma outra sessão, também no Teatro Nacional D. Maria II, de homenagem a José Saramago, mas alargando a língua portuguesa e aos escritores portugueses, um valor que chega ao reconhecimento do Nobel como foi o caso de José Saramago.

Um dia inteiro para ouvir Saramago, no palco do Teatro Nacional D.Maria II, na sala Garrett , com vinte atores e atrizes para o livro "Todos os Nomes" e depois ao fim da tarde às 6 e meia homenagem alargada à literatura de língua portuguesa com os vários países que falam e escrevem a língua de Portugal, com os novos sotaques.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de