A "insatisfação" no FC Porto que levou João Félix a assinar pelo Benfica

A história é contada pelo antigo treinador dos juniores dos dragões. Bino é o convidado desta semana do programa Entrelinhas, conduzido por João Ricardo Pateiro.

Foi tricampeão no FC Porto mas o campeonato que mais gostou de vencer foi em Alvalade. O nome Manuel Albino Morim Maçães é praticamente desconhecido entre os adeptos porque para o mundo de futebol ficou eternizado como Bino. O antigo jogador, que levantou troféus pelos dragões e leões, passou ainda pelo Marítimo, Belenenses, Tenerife e terminou a carreira no Moreirense há 10 anos.

Começou depois disso uma carreira de treinador, nas camadas jovens do FC Porto. Foi aí nos juniores que conheceu um menino chamado João Félix. Em entrevista no programa Entrelinhas da TSF, Bino revela como o jogador, que já revelava um grande talento, foi contratado pelo rival Benfica.

"Houve alguma insatisfação do jogador mas o FC Porto queria continuar com ele. Só que como havia interesse do Benfica, e aqui há outros valores que se levantam, o João Félix acaba por não querer assinar pelo FC Porto e assina pelo Benfica", frisa Bino, que garante que os encarnados ofereceram muito mais dinheiro ao jogador do que o FC Porto.

O ex-treinador do atleta conta nesta entrevista que João Félix não lidava bem com o facto de por vezes de ser suplente nas camadas jovens do FC Porto.

"Quando nos dizem que temos muito talento não precisamos de correr muito. Porque pensamos que esse talento nos vai levar seja onde for. É impensável que não joguemos porque somos os melhores (...) Foi um bocadinho isto que se foi passando", admite.

Com João Félix a explodir no Benfica de Bruno Lage, Bino deixa alguns avisos aos elogios excessivos. "Temos de ter muito cuidado. Estamos numa fase em que se valoriza muito rapidamente um jogador", avisa.

LEIA MAIS:

- "Dificilmente se encontra um jogador como João Félix a nível mundial"

- João Félix. A história do miúdo que passou despercebido no Porto e empatou o dérbi

- João Félix, o miúdo "raçudo" que quando começou a jogar chutava com qualquer um dos pés

- João Félix renova até 2023 e fica com cláusula de 120 milhões

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de