Administradores da SAD do Sporting vão abdicar de aumentos

Proposta vai ser apresentada em Assembleia-Geral, mas o conselho de administração vai abdicar da mesma.

O vice-presidente do Sporting Francisco Salgado Zenha revelou esta segunda-feira que os administradores da SAD vão abdicar, esta época, do aumento das remunerações que vai ser proposto em Assembleia-Geral (AG) da sociedade, na terça-feira.

"O clube vai aceitar a proposta, mas o conselho de administração vai abdicar neste momento. Não vai receber nem mais um cêntimo do que no ano passado. Temos de ser coerentes, é preciso que haja ajustamentos nos bastidores, mas não queremos passar a imagem de que estamos aqui por dinheiro", afirmou, em entrevista à Rádio Observador.

O vice-presidente e responsável pela área financeira dos 'leões' explicou que existe "uma comissão acionista independente", que analisa e propõe o valor dos "salários de todos os colaboradores e não só da administração", uma vez que o objetivo passa por "profissionalizar a estrutura".

"Nós não estamos aqui por dinheiro, quero salientar que recebemos menos do que o conselho de administração anterior. Abdicámos do prémio variável, que não fazia sentido nenhum", adiantou Salgado Zenha.

O 'vice' sportinguista vincou esta posição, considerando que "não fazia sentido nenhum receber os mesmos valores que os jogadores de futebol".

"O que acontecia com o conselho de administração anterior é que recebia o mesmo que o Bruno Fernandes. Ou seja, nós, no ano passado, poderíamos ter recebido o mesmo variável que o Bruno Fernandes, mas não achámos que isso fizesse sentido. Abdicámos", disse.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de