FC Porto mantém liderança isolada com hat trick de Evanílson

Veja os golos. Dragões deixaram o Benfica a nove pontos e mantêm a vantagem de três sobre o Sporting.

PorGonçalo Teles

 foto Patrícia de Melo Moreira/AFP

 foto Patrícia de Melo Moreira/AFP

 foto Patrícia de Melo Moreira/AFP

 foto Patrícia de Melo Moreira/AFP

 foto Patrícia de Melo Moreira/AFP

O FC Porto manteve este domingo a liderança isolado do campeonato com uma vitória sobre a B SAD por 4-1 e aumentou para nove pontos a vantagem sobre o terceiro classificado, Benfica, mantendo a de três que já tinha sobre o campeão Sporting.

Evanílson foi o destaque dos dragões, com um hat trick que ajudou a virar o resultado de um jogo em que a B SAD até marcou primeiro, por Camará, jogador que acabaria expulso aos 90 minutos, quando até já estava no banco de suplentes. Taremi também marcou para o FC Porto.

Ouça o filme do jogo na TSF. Relato de António Botelho e sonorização de Alexandre Lima.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

A noite foi de estreia - a título oficial - para Franclim Carvalho, que neste sábado assinou por época e meia com a B SAD e só precisou de 13 minutos para celebrar. Canto a partir do lado direito do ataque e Abel Camará, surgiu no coração da grande área a cabecear para o fundo das redes.

Mas se também há quem diga que a sorte se constrói, o que dizer do azar que Yaya arranjou? Depois de ter visto o cartão amarelo logo aos quatro minutos, arriscou uma entrada completamente fora de tempo sobre Fábio Vieira em cima da meia hora, viu o segundo amarelo e lá foi tomar banho mais cedo. A B SAD tinha agora de defender a vantagem mínima com apenas dez jogadores. Ora, não defendeu.

Fábio Vieira rematou à entrada da grande área e acabou por acertar na linha defensiva dos azuis. Evanílson aproveitou a "sobra", virou-se e atirou à baliza. A jogada levantou dúvidas instantâneas, mas vistas as imagens pelo VAR Tiago Martins, foi validada.

A jogada seguinte viria do banco dos dragões: Vítor Bruno - no lugar de Sérgio Conceição - mandou sair Bruno Costa, que esta noite jogava sobre o lado direito da defesa, e lançou Taremi no jogo. E depressa se notou a presença do iraniano que, com um pequeno toque, construiu uma jogada em que o FC Porto marcou de novo, mas desta vez havia mesmo fora de jogo.

A caminho do intervalo - foram sete os minutos de compensação -, Luis Díaz ainda arranjou espaço - e maneira - de atirar à trave quando quase já não tinha ângulo de remate. Antes do regresso aos balneários, Luiz Felipe ainda teve de salvar a B SAD depois de Tomás Ribeiro ter cortado a bola em direção à baliza.

O susto final do primeiro tempo surgiu aos 45+7', quando a bola voltou a entrar na baliza de Luiz Felipe, mas por ter havido falta sobre um defesa, não valeu. A segunda parte começou com outra jogada do banco, com Francisco Conceição a render Vitinha. O avançado português só precisou de um minuto para assistir Evanílson, que aproveitou para bisar.

O terceiro golo foi uma questão de (pouco) tempo. No corredor central, Fábio Vieira viu Taremi desmarcar-se, pôs a bola a sobrevoar a defesa da B SAD e o iraniano, na passada, cabeceou para o 3-1.

A vencer confortavelmente, o FC Porto começou a chamada gestão do jogo à velocidade a que lhe dava mais jeito, mas Luis Díaz, desequilibrador por natureza, teve outras ideias. Aos 76' disparou sobre Calila e, já na grande área, foi travado em falta. O colombiano assumiu a marcação da penalidade, mas perdeu o duelo com Luiz Felipe, que evitou assim o 4-1.

Aos 80', houve estreias no FC Porto: Gonçalo Borges entrava para representar os dragões no campeonato, rendendo Pepê. Luís Diaz e Wendell também saíram para dar lugar a Grujic e João Mendes.

Mas a noite guardava a festa para outro dragão: Evanílson. O brasileiro aproveitou um pontapé de canto para aparecer ao primeiro poste a cabecear para o 4-1, assinando o terceiro golo da conta pessoal no Jamor.

Ainda antes do apito final houve tempo para mais uma expulsão, mas esta sem reflexo direto no jogo: Abel Camará recolheu mais cedo aos balneários.

Onze da B-SAD: Luiz Felipe, Diogo Calila, Tomás Ribeiro, Tavares, Nilton, Yaya, Cafú, Sousa, Pedro Nuno, Chima e Camará

Onze do FC Porto: Diogo Costa, Bruno Costa, Mbemba, Fábio Cardoso, Wendell, Uribe, Vitinha, Fábio Vieira, Luis Díaz, Pepê e Evanílson

O jogo foi arbitrado por Manuel Mota, assistido por Jorge Fernandes, Nuno Eiras. No VAR esteve Tiago Martins.

Suplentes do B-SAD: Álvaro Ramalho, Lukovic, Jójó, Danny, César Sousa, Ndour, Jordan, Safira e Tomás Castro

Suplentes do FC Porto: Marchesín, Pepe, Taremi, Francisco Conceição, Grujic, Toni Martínez, João Marcelo, João Mendes e Gonçalo Borges

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG