Sporting bate o Santa Clara e marca encontro com o Benfica na final da Taça da Liga

Santa Clara abriu o marcador, mas o Sporting sofreu para dar a volta. Leões defrontam Benfica na final da prova. Veja os golos e o resumo da partida.

PorTSF

 foto Lusa

 foto EPA

 foto Álvaro Isidoro/Global Imagens

 foto EPA

 foto EPA

 foto EPA

O Sporting bateu esta quarta-feira o Santa Clara (2-1) e está na final da Taça da Liga. No jogo decisivo, marcado para sábado, os leões vão defrontar o Benfica.

Para este jogo, o técnico Rúben Amorim foi obrigado a fazer algumas mudanças em relação à derrota com o Sporting de Braga. Começando pela defesa, o treinador reservou algumas surpresas, relegando para Feddal para o banco. O titular no lado esquerdo da defesa a três foi Matheus Reis.

No meio campo, Ugarte entrou para o lugar de Matheus Nunes e Paulinho ficou no banco. O trio de ataque era composto por Sarabia, Pote e Tabata.

Sem oportunidades claras, na primeira meia hora, o Sporting teve mais bola, mas não conseguia criar perigo junto à área açoriana. O jogo, nesta fase, era muito físico com várias falto a meio campo, quer do lado leonino, quer do lado insular.

O Santa Clara acusava muita desconcentração, sobretudo na fase de construção. Em cima dos 30 minutos, o guardião Ricardo Fernandes fez uma oferta a Pote, mas Sarabia não conseguiu concretizar.

Se os leões desperdiçavam oportunidades, a formação comandada por Mário Silva aproveitava. Depois de conquistar um livre direto em zona frontal, Lincoln encheu o pé esquerdo e rematou rasteiro para o primeiro golo do encontro.

O Santa Clara entusiasmou-se e quis explorar a intranquilidade do adversário. No entanto, aos 40 minutos, eis um revés na estratégia no emblema de Ponta Delgada.

Nuno Santos foi à linha e cruzou para área. Num lance aparentemente controlado pela defensiva do Santa Clara, Villanueva marcou um autogolo e empatou o jogo.

Na segunda parte, o Sporting entrou melhor e, na primeira oportunidade junto à baliza, até marcou. No entanto, Tabata foi apanhado em fora de jogo.

Logo a seguir, aos 65 minutos, os leões colocaram-se na frente do marcador. O avançado do Santa Clara, Rui Costa, foi à área e cortou a bola com o braço e com o pé direito em riste.

Depois de a equipa de arbitragem ver as imagens do lance durante vários minutos, o árbitro assinalou grande penalidade. Da marca dos onze metros, Pablo Sarabia não deu hipótese e marcou o segundo golo do Sporting no jogo.

A partir deste golo, o Sporting tentou gerir o encontro e, contra dez, criou algumas dificuldades à defensiva adversária. Mas nos minutos finais, o Santa Clara, jogando com coração, subiu no terreno e instalou-se no meio campo do Sporting.

Em cima dos 90 minutos, o avançado Paulinho teve tudo para acabar com as dúvidas, mas à boca da baliza, rematou ao lado de forma surreal.

Onze do Sporting: Adán; Neto, Gonçalo Inácio e Matheus Reis; Esgaio, Palhinha, Ugarte e Tabata; Pedro Gonçalves, Sarabia e Nuno Santos.

Suplentes: João Virgínia; Feddal, Rúben Vinagre, Gonçalo Esteves, Matheus Nunes, Jovane Cabral, Tiago Tomás, Paulinho e Geny.

Onze do Santa Clara: Ricardo Fernandes; Sagna, Boateng, Mikel Villanueva e Mansur; Lincoln, Anderson Carvalho e Romão; Cryzan, Rui Costa e Ricardinho.

Suplentes: Marco; Rafael Ramos, Paulo Henrique, Tassano, Rúben Oliveira, Nené, Óscar Barreto, Tagawa e Mohebi.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG