Aprovadas cinco substituições por equipa até ao fim do campeonato

Clubes vão poder levar nove jogadores para o banco.

As equipas da Primeira Liga portuguesa de futebol vão poder fazer cinco substituições e ter nove jogadores suplentes nos restantes encontros da edição 2019/20, anunciou esta terça-feira a Liga de clubes.

"No remanescente da época desportiva 2019/20, os clubes devem designar em cada jogo até nove suplentes, podendo, em três momentos do tempo regulamentar e no intervalo, efetuar até cinco substituições de jogadores sem distinção das posições em que jogam e independentemente de os substituídos se encontrarem ou não lesionados", lê-se no comunicado da Liga de clubes.

Esta medida, permitida pelo International Board (organização que define as regras do futebol), já foi adotada por outras ligas, como a alemã, o primeiro dos principais campeonatos europeus a retomar a competição, após a interrupção devido à pandemia de Covid-19.

O comentador da TSF Bruno Dias considera que estas eram decisões que tinham de ser tomadas e que o jogo fica a ganhar com as mesmas.

"Faz todo o sentido", explica o comentador, "tendo em conta o contexto atual, na perspetiva da salvaguarda da condição física dos atletas e da qualidade do jogo". Com as cinco substituições, os jogadores estarão "mais frescos durante mais tempo".

Na hora de decidir quem entra e quem sai, o critério - acredita Bruno Dias - será mesmo o de manter a frescura física.

"Será o principal foco nas primeiras jornadas do pós-Covid-19. Do ponto de vista estratégico, mal será se a equipa estiver assim tão mal que seja necessário trocar meia equipa", explica.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 3 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de Covid-19, ainda em data e local a designar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de