Basquetebolista Paulo Diamantino em paragem cardiorrespiratória quando foi socorrido

O alerta foi dado às 20:41 e para Pavilhão Municipal de Moledos, em Paços de Ferreira, distrito do Porto, foram deslocados vários meios de socorro.

O basquetebolista Paulo Diamantino, que morreu na noite de sexta-feira, durante um jogo, encontrava-se em paragem cardiorrespiratória quando os meios de socorro chegaram ao local.

"Quando lá chegámos ele já estava em paragem cardiorrespiratória", sublinhou à agência Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira.

Segundo a mesma fonte, o alerta foi dado às 20:41 e para Pavilhão Municipal de Moledos, em Paços de Ferreira, distrito do Porto, foram deslocados vários meios de socorro.

A GNR local informa que o jogador caiu inanimado e foram feitas "tentativas de reanimação, mas foram infrutíferas", tendo o óbito sido declarado no local.

De acordo com a GNR, o corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Penafiel.

O basquetebolista Paulo Diamantino morreu durante um encontro entre o Mirandela Basquete Clube e o Juventude Pacense, da II divisão, disse à agência Lusa fonte da Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB).

A mesma fonte disse que o jogador, que fazia no sábado 36 anos, estava a preparar-se para entrar para a segunda parte do encontro, que se disputava em Paços de Ferreira, quando caiu inanimado.

A fonte federativa referiu ainda que foram tentadas manobras de reanimação durante cerca de uma hora, mas o atleta acabou por não resistir.

Internacional pela seleção de sub-20 portuguesa, Paulo Diamantino, que era natural de Mirandela, passou, ao longo da carreira, por FC Porto, Vitória de Guimarães e Maia e estava na terceira temporada no clube transmontano, no qual era treinador do minibasket.

.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de