Após duas vitórias frente ao Estoril, Benfica marca encontro com Braga na final da Taça

Águias venceram equipa canarinha por 2-0, com golos de Gonçalo Ramos e Waldschmidt. Veja os golos.

O Benfica venceu esta quinta-feira o Estoril Praia por 2-0, num jogo da segunda mão da meia-final da Taça de Portugal, garantindo a presença na final da competição, em que vai defrontar o Sporting de Braga.

As águias entraram no jogo confiantes e dominaram durante o primeiro quarto de hora, com 63% da posse de bola. Mas só perto do intervalo, aos 43 minutos, é que conseguiram inaugurar o marcador depois de um disparate de Hugo Gomes, que entregou a bola a Chiquinho. O jogador encarnado, com muito tempo e espaço, só teve de entregar a Gonçalo Ramos que, completamente sozinho, escolheu o lado e rematou para o 1-0. Foi o segundo golo na prova assinado pelo camisola 88 dos encarnados.

O segundo e último golo do Benfica chegou à entrada para os descontos. Num contra-ataque rápido da equipa encarnada, Taarabt entregou a bola a Waldschmidt que, na área, atirou para o fundo da baliza de Thiago Silva.

O Benfica, que vai marcar presença na 38.ª final da Taça da sua história, é o clube com mais troféus conquistados, com 26 títulos e 11 finais, defrontando na final o Sporting de Braga, que ultrapassou o FC Porto, detentor do troféu, na outra meia-final. Os arsenalistas já venceram a Taça de Portugal por duas vezes.

O árbitro Hélder Malheiro apita pela primeira vez, rola a bola na Luz. A primeira jogada de perigo aparece aos 2 minutos de jogo e é do Benfica. Pedrinho mete a bola na área, Cervi não consegue o desvio e Thiago Silva, guarda-redes do Estoril, agarra a bola com segurança.

Aos 4 minutos, o Benfica esteve novamente perto do golo, por intermédio de Cervi. Três minutos depois, a equipa de Jorge Jesus volta a aproximar-se, com muito perigo, da baliza de Thiago Silva. Cervi esteve muito perto do golo, novamente, aos 8 minutos. Não deu a direção certa ao remate.

Só dá Benfica nestes primeiros nove minutos da primeira parte. Aos 15 minutos, cartão amarelo para Murilo, por protestos. Cervi novamente a rematar, aos 21 minutos, mas sai muito fraquinho. Oito minutos depois, surge o terceiro cartão amarelo do jogo, para Pizzi. O capitão do Benfica agarrou o adversário.

Bom cruzamento de Nuno Tavares, aos 33 minutos. Valeu ao Estoril o excelente corte de Marcos Valente para canto, a evitar o perigo na área. Num momento em que nos aproximamos dos últimos 5 minutos da primeira parte, está tudo muito lento do lado da equipa da Luz.

O Benfica inaugurou o marcador aos 43 minutos, com um golo de Gonçalo Ramos, que aproveitou da melhor forma um erro da defensiva canarinha.

Aos 44 minutos, Pizzi remata ligeiramente ao lado, junto ao posto da baliza de Tiago Silva. Termina a primeira parte no Estádio da Luz.

Recomeçou o jogo! Aos 47 minutos, Murilo fica caído no relvado depois de um toque de Nuno Tavares. Recupera pouco depois e volta-se a jogar no Estádio da Luz. Cinco minutos depois voltou a estar à vista o segundo golo do Benfica, com um cabeceamento de Cervi a não passar muito longe do travessão à guarda de Tiago Silva.

Livre perigoso para o Benfica, perto de um dos cantinhos da grande área de Tiago Silva. As águias colocam cinco jogadores na área do Estoril. Pizzi colocou em Pedrinho, mas o guarda-redes brasileiro defendeu. Mais uma grande oportunidade.

Aos 55 minutos, dupla alteração no Estoril: Miguel Crespo e Aziz entram para os lugares de Lazare e Murilo. Troca na frente de ataque do Benfica, dez minutos depois. Everton e Seferovic entram para os lugares de Pedrinho e Gonçalo Ramos.

Mais uma belíssima chance para o conjunto encarnado, aos 70 minutos. Um remate cruzado de Pizzi, com muito efeito, quase a resultar em golo. Pouco depois, nova alteração no Benfica. Sai o capitão Pizzi para dar lugar a Waldschmidt. Taarabt também entra para o lugar de Chiquinho.

Aos 76 minutos, grande remate de Waldschmidt, quase a fazer um golo do outro mundo. Melhor ainda foi a defesa do guardião do Estoril. Sete minutos depois, remate de Everton dentro da área, mas Marcos Valente faz um excelente corte e evita que a bola se encaminhe para a baliza.

Já no minuto 90, Waldschmidt faz o segundo das águias de pé direito. Começou tudo num contra-ataque rápido do Benfica, com Taarabt a entregar a bola a Waldschmidt.

Terminou o jogo na Luz! O Benfica está na final da Taça de Portugal, onde vai encontrar o Sporting de Braga.

Onze do Benfica: Vlachodimos; Gilberto, Otamendi, Lucas Veríssimo e Nuno Tavares; Pedrinho, Gabriel, Pizzi e Cervi; Chiquinho e Gonçalo Ramos.

Onze do Estoril: Tiago Silva; Pedro Empis, Pedro Lourenço, Murilo, João Gamboa, Carlos Sória, Marcos Valente, Hugo Gomes, Jean Amani, André Franco e Harramiz.

Suplentes do Benfica: Svilar, Jardel, Diogo Gonçalves, Taarabt, Everton, Waldschmidt e Seferovic.

Suplentes do Estoril: Daniel Figueira, João Mendes, André Vidigal, Miguel Crespo, Aziz, Joãozinho e Rosier.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de